MT: sem pagamento de fornecedor, viaturas da segurança voltam a parar

uma vergonha

Depois da polêmica do recolhimento de viaturas da segurança pública do Estado por causa do fim do contrato dos aluguéis de veículos, um novo problema atrapalha a circulação não só das viaturas da segurança, como também as que fazem o transporte de presos no sistema prisional. É o que afirmou o governador Mauro Mendes (DEM) na terça-feira (29), em uma reunião com deputados e prefeitos do Vale do Guaporé. Com o discurso de muitas dívidas e poucos recursos, o governador expôs novamente a situação do Estado, que ele classifica como “muito mais quebrado, mais desorganizado e mais bagunçado do que eu podia imaginar”. Durante a reunião, ele afirmou estar resolvendo vários problemas diários, entre eles, o pagamento do fornecedor de combustível. “De hoje para amanhã vai parar um monte de viaturas, porque nós não temos o dinheiro para pagar os fornecedores de combustível. Hoje, o transporte de presos não está mais acontecendo. As viaturas da Sejudh estão todas sem abastecer”. Segundo Mendes, a dívida é alta e, apesar do fornecedor propor um acordo, não existe recurso em caixa para esse pagamento. “Porque devemos R$ 17 milhões para o fornecedor e ele queria receber pelo menos R$ 1 milhão. E não tem como. Tenho compromisso de pagar o servidor. E se não pagar o servidor, é outra confusão, é greve. É dramática a situação do Estado”. Farmácia de Alto Custo Outro setor que também corre o risco de paralisar as atividades, de acordo com o governador, é a Farmácia de Alto Custo. “Se não pagar R$ 3 milhões para os fornecedores de remédios, em fevereiro vão parar quase todos os hospitais regionais do estado por falta de remédio, porque devemos R$ 15 milhões”. Nesse caso, o Estado está tentando acordo com o fornecedor, tendo em vista a extensão e gravidade da paralisação dessa unidade de saúde. “Sexta-feira vamos pagar R$ 3 milhões, devemos R$ 15 milhões, para ele não parar de fornecer remédios”. Outro lado A assessoria de imprensa da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) informou por meio de nota que as viaturas da segurança pública (polícias, sistema penitenciário e sistema socioeducativo) estão com abastecimento normal. Inclusive na tarde de hoje será feito pagamento de parcelas referentes a 2018 do contrato da Sejudh. Duas viaturas do sistema penitenciário no interior do estado, que estavam em escolta, tiveram problema com abastecimento ontem, mas hoje foi normalizado.
Poster – NOTICIA EXATA