​Após chacina e morte de prefeito e vereador, governador anuncia operação da polícia em Colniza

​Após chacina e morte de prefeito e vereador, governador anuncia operação da polícia em Colniza

O governador Pedro Taques (PSDB), em uma entrevista ao programa Cadeia Neles nesta segunda-feira (18), afirmou que após os casos de assassinato em Colniza em 2017, uma operação intensificada da Polícia deve acontecer no município. De acordo com Taques, a operação deve durar 60 dias.

Leia mais:
– Suspeitos presos por morte do prefeito de Colniza são indiciados

– Acusados de matar 09 em chacina de Colniza vão a julgamento nesta segunda

Taques parabenizou os trabalhos da Polícia Civil por causa das rápidas soluções de crimes em 2017. Ele também disse que além dos casos mais famosos, vários outros crimes foram solucionados.

“A polícia civil tem feito um trabalho em resolver homicídios de grande qualidade, mas de pessoas anônimas, e isto é importante também, não cabe ao Governo do Estado investigar apenas pessoas famosas. O caso da empresária foi um trabalho belíssimo, resolvido rapidamente, o caso do prefeito de Colniza, quando fiquei sabendo decidi ir junto e antes de chegarmos lá o caso já tinha sido resolvido”, disse.

Vários assassinatos ocorridos em Colniza ganharam notoriedade em 2017. No último dia 15 de dezembro o prefeito de Colniza, Esvandir Antonio Mendes, 61 anos, foi assassinado. Os três acusados pelo crime já foram presos. Em abril deste ano nove pessoas foram assassinadas em uma chacina na localidade de Taquaraçu do Norte, em Colniza. Os cinco acusados pelo crime já estão sendo julgados. O outro caso, em março deste ano, o ex-vereador Élpido da Silva Meira foi assassinado dentro de casa em Colniza. Este caso ainda não foi resolvido.

Por conta disso, o governador Pedro Taques afirmou que uma operação policial deve acontecer em Colniza, com duração de 60 dias, para intensificar a segurança na região.

“Em colniza houve a chacina, questão de madeireiros na divisa, várias pessoas morreram, mas o caso foi resolvido em menos de 20 dias, as pessoas já estão sendo julgadas. A questão é, alguns crimes não podem ser evitados, mas tem que ser resolvido. O vereador Elpídio foi morto em Colniza, ainda não resolveu o caso, mas eu estou em cima cobrando. Estou determinando que em Colniza, haverá uma operação policial durante 60 dias. Enviar mais policiais para dar tranquilidade àquela população”, disse Taques.

 

fonte jornal olhar direto